Review do filme "Moxie"! - Josephine Langford BrasilJosephine Langford Brasil

Moxie estreia hoje (3/3) na Netflix. O filme conta a história de Vivian (Hadley Robinson), uma garota aparentemente tímida de 16 anos. Com a chegada de uma nova aluna, Lucy (Alycia Pascual-Peña), ela começa a perceber irregularidades na sua escola. Inspirada pelo passado rebelde de sua mãe (Amy Poehler), Vivian publica anonimamente um zine chamado Moxie para expor preconceitos e atos de machismo, e inesperadamente desencadeia um movimento feminista em sua escola.

O longa foi dirigido por Amy Poehler e é baseado no romance de Jennifer Mathieu. Foi produzido por Kim Lessing, Amy Poehler e Morgan Sackett, enquanto o roteiro é assinado por Tamara Chestna e Dylan Meyer.

Moxie é um filme que te dá vontade de chorar, gritar e rir ao mesmo tempo. Ele aborda um tema muito importante e que ganhou força nos tempos atuais. Ele aborda atitudes que passam impunes diariamente, seja no ambiente de trabalho, nas escolas ou em lugares públicos, atitudes essas que são vividas por muitas pessoas em seus cotidianos. Mas com a chegada de Lucy, a quem é regalada a uma passividade submissa na escola, tudo muda de sentido. Ela enfrenta o deboche e a irritação vinda de Mitchel, o capitão do time da escola, que fica furioso por Lucy não corresponder aos seus flertes descarados, considerados como assédio.

Apesar de sempre gostar de ser ‘invisível’ na escola, Vivian não aguenta mais ver o machismo inibindo e silenciando mulheres. Então, busca o conselho de sua mãe sobre o assunto e se vê enchendo de coragem ao escutar ‘Rebel Girl’ da Bikini Kill. Assim é criada Moxie, inspirada nas antigas zines de sua mãe (que as guardou em um báu enorme cheio de lembranças da sua adolescência), e incita as garotas a encontrarem outras garotas que pensam e se sentem como ela.

Logo no começo do filme já conseguimos ver Emma Cunningham (Josephine Langford) rodeada de pessoas. Ela é a capitã das lideres de torcida, namora o capitão do time de futebol e é adorada por todas as pessoas da escola. Mas o papel de Josephine surpreende – ela sai do eixo de popular/lider de torcida, que sempre possuiu uma imagem de garota mesquinha, idolatrada por todos e que não gosta de ninguém. Josephine fez um trabalho incrível, conseguindo demonstrar com apenas um olhar um turbilhão de sentimentos e emocionando o público com a sua vulnerabilidade e exibindo seu talento.

O filme é muito fiel ao livro. Pouquíssimas mudanças podem ser vistas, mas os roteiristas deixaram a alma do livro. Apesar de ser para adolescentes, tanto o filme quanto o livro são recomendados para todas as idades. É um filme que empodera, nos faz lembrar do nosso próprio valor, do poder da sororidade e do apoio feminino.

Ao decorrer do longa vocês vão se apaixonar por alguns personagens, que além de demonstrarem um carisma gigantesco, se unem a Vivian nessa misteriosa distribuição de zines. Um deles é Seth, colega de classe da personagem, que acaba trazendo um romance para Moxie. E embora o romance não seja o foco do filme, é importante para a mensagem que o longa quer passar.

Por outro lado, há personagens com a personalidade repugnante, que fecham os olhos e compactuam com as atitudes machistas e abusivas de alguns alunos na escola, como a diretora Marlene Shelly. Lucy procura a ajuda da renomada diretora mas ela somente despeja justificativas inaceitáveis e absurdas.

Para quem esperava muita exibição de Emma, recebeu uma boa porcentagem de tempo da loira na telinha. As aparições de Cunningham são essenciais no filme, às apurações acontecem de maneira sutil e engraçada.

As cenas finais dessa adaptação faz com que o espectador queira gritar. Vivia cola adesivos escritos ”você é um babaca” por toda a escola e acaba sendo levada para diretoria. Vivian se vê dentro de uma fúria imparável e se rebela contra a escola. Esse acontecimento desencadeia muitos outros que levam a escola inteira se surpreender com a coragem de Vivian e das garotas Moxie.

Honestamente estamos satisfeitas com a produção do filme, que foi muito fiel ao que lemos no livro físico! Um história tão bem contada merecia uma adaptação a altura e a produção responsável por esta obra merece criticas positivas, elogios e muito comentários que possam retribuir o esforço dos diretores, cast e da autora Jennifer Mathieu.

Desde os cenários impecáveis, que muitos idealizaram enquanto liam o livro, até o momento em que Vivian descobre que pode fazer muito mais do que imagina, Moxie nos mostra que sua história carregada de força pode impactar fora do universo dos filmes.

Para nós, mulheres, o longa é de suma importância para nos sentirmos fortes e encorajadas por Vivian, Emma, Claudia, Lucy, Kaitlynn, Amaya Kiara, Lisa e todas as garotas Moxie! A transição de uma garota de 16 anos – que a pouco tempo atrás gostava de ser invisível – agora se abriu para o mundo tentando lutar contra o machismo, encorajando outras garotas a não se calarem diante situações em que tentem diminui-las, exibindo a força e o poder do feminismo na vida dessas mulheres.

FIND YOUR VOICE!

Josephine Langford nasceu no dia 18 de agosto de 1997 em Perth, Australia, filha dos médicos Elizabeth e Stephen Langford e irmã mais nova de Katherine Langford. Desde cedo, Josephine já sonhava em ser atriz e em 2013 iniciou sua carreira e desde então nunca parou.

Leia mais
Siga a Josephine em seu instagram oficial!
josephinelangford
in
MOXIE
PERSONAGEM: EMMA JOHNSON
DATA DE LANÇAMENTO: 2021
Sinopse
Baseado no livro com o mesmo título de Jennifer Mathieu e adaptado por Tamara Chestna, Moxie conta a história de uma garota (Robinson) de uma pequena cidade que é inspirada no passado de sua mãe, Riot Girl, e inicia uma revolução feminista em sua escola.
Assista ao
Trailer
Veja as
Fotos
AFTER: DEPOIS DA VERDADE
PERSONAGEM: TESSSA YOUNG
DATA DE LANÇAMENTO: 2020
Sinopse
Hardin sempre será… Hardin. Mas será que ele é mesmo o cara profundo e atencioso que Tessa se apaixonou perdidamente ou têm sido um completo estranho o tempo todo? Ela gostaria de se afastar, mas não é tão simples assim.
Assista ao
Trailer
Veja as
Fotos
Into the Dark
PERSONAGEM: Clair
DATA DE LANÇAMENTO: 18/07/19
Sinopse
Into The Dark é uma série antológica de terror onde cada episódio é retratado durante um feriado ou data comemorativa.
Assista ao
Trailer
Veja as
Fotos
Status do site

Nome: Josephine Langford Brasil
URL: josephinelangford.com.br
Desde: 19 de Março de 2019
Contato: jlbrequipe@gmail.com
Design: Nana Design
Codificação: Uni Design
Online:
Número de visitas:

Parceiros

0 Compart.
Twittar
Compartilhar